Farroupilha, RS,
Clique aqui
   Notícias  
 
28/03/2008 - JF Nosso Bairro
Fanton era madeireiro
O nome dado à escola do bairro Santo Antonio, José Fanton, foi por sugestão do filho Lidovino Fanton. Sua intenção era prestar uma homenagem ao pai, "o grande batalhador", que com seu empenho, impulsionou o progresso e o crescimento de Farroupilha, ora como empreiteiro de corte, ora como fornecedor de combustível para os trens.
José Fanton era filho dos imigrantes italianos Carlos Fanton e Paulina Chiele Fanton e nasceu em 1886, em Linha Vicentina. Até os 18 anos trabalhou com seus pais na agricultura. Com a morte deles e o casamento de suas irmãs, Elvira e Estela, mudou-se para a Linha São Luiz, onde comprou terras. Nesta época passou a trabalhar como empreiteiro de corte na construção de estradas de ferro, realizada pela Companhia Bélgica. Trecho este de Montenegro a Caxias do Sul, ramal de Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves.
Concluídas as obras (1910), a Companhia Bélgica abriu uma concorrência pública para fornecimento do combustível para a Maria Fumaça, como lenha, nó de pinho e os dormentes para a conservação da estrada. José Fanton ganhou a concorrência. A partir desta data, passou a se dedicar ao trabalho de fornecedor de combustível à base de lenha e nó de pinho à Viação Férrea. Tinha passe livre para viajar em qualquer trem, no trecho de Porto Alegre a Bento Gonçalves. Foi um grande incentivador e conscientizador do povo da região, na plantação de pinheiros.
Em 1908 casou-se em Nova Milano com Vicenza Paraboni, com a qual teve seis filhos: Assunta, Carlos, Ângelo, Lidovino, Gerônimo e Paulina. Descendente de italianos, possuía um gênio muito forte e era semi-analfabeto. Entretanto, com ótima visão para os negócios.
Viajava muito e em uma dessas inúmeras viagens a Porto Alegre, dia 16 de setembro de 1932, morreu tragicamente na Via Férrea, com apenas 46 anos de idade.
Dos filhos de José Fanton, o que foi mais longe em termos de notoriedade e de realização política, sem dúvida, foi Lidovino Antonio Fanton. Ele nasceu em 1920, em Farroupilha. Concluído o curso primário e com apenas 16 anos, resolveu ir embora para Porto Alegre, onde conseguiu um emprego nos escritórios da Viação Férrea.
Enquanto mantinha em Farroupilha seu escritório de advocacia, militava na política estadual. Em 1962, foi eleito Deputado Estadual, sendo reeleito por mais duas legislaturas. Também foi eleito Deputado Federal por duas vezes seguidas. Lidovino Fanton faleceu em 12 de setembro de 1982.


© 1997-2005 - Editora JF Jornais e Guias - Todos os direitos reservados